Pular para o conteúdo principal

Postagens

Os cães ladram, mas a caravana vai conseguir passar?

O blog volta a ativa no final de semana que deveria ser o reinício da temporada brasileira de futebol. O apito final dos jogos da surpreendente rodada 38 do Brasileirão, que teve disputa pelas duas últimas vagas da pré Libertadores, a definição dos dois últimos rebaixados, além do simbólico título de vice campeão, deveria ser o último jogo oficial em torneios nacionais até 17/02/2018.
Imagine ficar 74 dias sem uma partida oficial de futebol do seu time? 
Qual seria a adrenalina, a expectativa para voltar a assistir ao vivo os novos reforços após ver seu time excursionar por outros países em jogos amistosos de pré temporada?
Além dessa natural expectativa, o primeiro jogo da temporada seria um grande clássico nacional entre o campeão nacional e o campeão da copa da última temporada e logo em seguida um clássico internacional entre os campeões das duas competições internacionais do continente.
Esta pequena introdução reproduz o sentimento dos torcedores dos principais times europeus em cada…
Postagens recentes

A Liguagem do Futebol

O futebol é um sistema de signos, ou seja uma linguagem. Tem todas as características fundamentais da linguagem por excelência, o que expomos em seguida como termo de comparação, ou seja a linguagem escrita-falada. De fato, as "palavras" da linguagem do futebol se formam exatamente como as palavras da linguagem escrita-falada. Agora, como se formam estas últimas? Se formam através da "dupla articulação", ou seja através das infinitas combinações dos fonemas que são, em italiano, as vinte e uma letras do alfabeto. Os fonemas, portanto, são as "unidades mínimas" da língua escrita-falada. 

Queremos nos divertir definindo a unidade mínima da língua do futebol? Vejamos: "Um homem que usa os pés para chutar a bola", essa é a unidade mínima: esse "podema" (se queremos continuar nos divertindo). As infinitas possibilidades de combinação dos "podemas" formam as "palavras futebolísticas", e o conjunto das "palavras futebo…

Os fatores que mais impactaram na presença de público no Brasileirão 2017

Após o final do Campeonato Brasileiro 2017 já foram publicados alguns posts sobre os campeões de público e renda. As médias são as seguintes:

Público pagante: 15.968
Renda bruta: R$ 549 mil
Taxa de Ocupação: 41%
Ticket Médio: R$ 34,17

Aprofundando um pouco mais a pesquisa, seguem os dados consolidados sobre as variáveis que mais impactaram na presença de público no Brasileirão:
1) Clássicos 
Público pagante: 24.933
Renda bruta: R$ 1,070 milhões
Taxa de Ocupação: 58%
Ticket Médio: R$ 41,02
Pelo segundo consecutivo as maiores médias foram nos clássicos, demonstrando que as rivalidades locais ainda são um dos fatores mais impactantes na motivação do torcedor para ir aos estádios, com quase o dobro de público pagante e arrecadação. Os clássicos entre os três times da capital paulista atraíram os maiores públicos, com média de 40,6 mil pagantes nos nove clássicos como mandantes. Os três times da cidade de São Paulo são os responsáveis por 33% do total de público pagante do campeonato.
2) Performance 
P…

Índice de Protagonismo dos Principais Clubes do Brasil Versão 2017

Pelo sétimo ano consecutivo publico o Índice de Protagonismo do Futebol Brasileiro. Devido a várias formas de se medir os títulos e classificações com diferente pesos, resolvi renomear essa análise como um ranking medindo as conquistas anuais dos principais times do Brasil  e a presença nas finais dos principais campeonatos disputados pelas equipes brasileiras bem como a classificação no G6 do Campeonato Brasileiro série A. 

Considero que esta análise possa servir para projeções futuras, histórico do passado e algumas conclusões interessante sobre a performance recente dos principais clubes do Brasil. Foi considerado como ponto de partida o Campeonato Brasileiro de 2006, quando se consolidou  o número de 20 equipes na primeira divisão. Devido ao aumento do número de clubes classificados para a Libertadores da América para os 6 primeiros classificados do Brasileirão, pela ascensão da Chapecoense à partir de 2016, o Atlético Paranaense e a Chapecoense entraram no ranking desde o ano passad…